Croácia e suas novas moedas para a Zona do Euro

Para aqueles que gostam de estudar sobre a União Europeia, não é nenhuma novidade que a Croácia vem fazendo um grande movimento para entrar também economicamente na Zona do Euro, por exemplo, em 2016 começou o processo de avaliação de Schengen que foi concluído em 2019 para afirmar que a Croácia era elegível para se unir ao Espaço Schengen, ou seja, a área liberada do uso de passaportes para cidadãos da União Europeia.



O primeiro-ministro Andrej Plenković disse que a Croácia provavelmente vai se unir ao Espaço Schengen na segunda metade do ano de 2024. De acordo com o líder da Croácia, o país também vai se tornar parte da Zona do Euro no mesmo ano.

Agora, temos informações do Hrvatska narodna banka (HNB), o Banco Nacional da Croácia, que os designes para as moedas de Euro da Croácia já foram selecionados e os mesmos deixaram a seguinte nota:

Na sessão de hoje, o Conselho do Banco Nacional Croata, sob proposta da Comissão Monetária, tomou uma decisão sobre a seleção final do desenho mais bem sucedido da face nacional croata para moeda de 1 euro que entrará em circulação na Croácia já no próximo ano.

A moeda de 1€ tem o motivo de uma kuna (marta ou marten – animal símbolo da Croácia) com um tabuleiro de xadrez ao fundo na face nacional croata. Jagor Šunde, David Čemeljić e Fran Zekan são os autores do design. Šunde é o autor do projeto conceitual, e Čemeljić e Zekan são coautores.

 

 

A moeda de € 2 apresenta um mapa da Croácia e as palavras sobre a liberdade do famoso trabalho de Ivan Gundulić, Dubravka.

As moedas de 50, 20 e 10 cêntimos têm Nikola Tesla na face nacional croata, enquanto as moedas de dois e um cêntimos têm uma imagem da escrita glagolítica.

 



Para citar este texto:

PADILHA, André Luiz de Castro. Croácia e suas novas moedas para a Zona do Euro. Portal Numismáticos – Numismática Castro, Maio 2022 Disponível em: <https://numismaticos.com.br/croacia-e-suas-novas-moedas-para-a-zona-do-euro/>.

 

André Luiz Padilha

Graduado em direito com especialidade em meios alternativos de soluções de conflito e atualmente é estudante de História. Colecionador de moedas desde 1997 e numismata desde 2011. É um ativo divulgador da numismática nacional publicando diversos artigos e estudos por dezenas de plataformas, presta serviços como avaliador e consultor em pelo menos 9 países, também é o fundador da Numismática Castro, do CNERJ e do canal Café e Numismática. É sócio da American Numismatic Association (ANA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.