Você já ouviu esse nome, “La Joconde”? É claro que a foto da nota em questão entrega rapidamente o seu significado, afinal, se não é esse o quadro que mais aparece no topo das listas de “Quadros mais famosos do mundo”. Aqui em “terras tupiniquins” conhecemos esta bela e intrigante obra pelo nome de “Mona Lisa”, quadro pintado em 1503 pelo italiano Leonardo di Ser Piero da Vinci, que faleceu na França, dezesseis anos depois da pintura desta obra. Hoje, encontra-se no Musée du Louvre, em Paris.

Mas não estamos aqui para falar diretamente desta obra, mas sim de suas representações na numismática e notafilia, mas especificamente de uma representação. O “Zero Euro” foi lançado em 2015 e, apesar de ser feito no mesmo material que a moeda corrente na Europa, ela é apenas um souvenir para colecionadores e turistas, contudo é autorizada pelo ECB (Banco Central Europeu).



Acredito que ainda não poderíamos chamar essas notas de zero euro de “febre”, mas pelo o que eu tenho acompanhado, ela tem despertado o interesse de muitos para o colecionismo, mesmo não sendo comuns aqui no Brasil, conheço alguns poucos vendedores que possuem um ou outro exemplar como esse, mas a coleção vem crescendo a cada dia, hoje vários países já “aderiram a moda” e estão lançando suas respectivas notas, como Portugal, França, Alemanha, Itália, Espanha, Bélgica, Luxemburgo e Áustria.

Na numismática, especificamente, me recordo de doze representações da Senhora de Giocondo, dentre elas temos Andorra, Ilhas Virgens Britânicas, Congo, França, Sharjah e Iêmen. E agora apresento a vocês a nota de zero euros de Mona Lisa.

Esta não é uma nota grande, em comparação com as outras notas em Euro, suas dimensões especificas são 133mm X 72mm. Seus valores de venda são consideravelmente baixos lá fora, algo perto de 3€ à 5€, sendo esses preços válidos na Europa. Nas Américas esses valores são um pouco mais altos, uma vez que não são oriundos daqui, entendo que são itens bem colecionáveis acreditamos que esses valores sejam um pouco mais altos. Uma outra informação importante, esta nota foi lançado nesse ano, em 2018.

E então meus amigos, quais dessas notas vocês já possuem? Tirem fotos com as suas notas e coloquem a hashtag #numismáticacastro ou marque a @numismaticacastro nas fotos no Instagram, assim você estará dividindo sua coleção conosco.




André Luiz Padilha

Graduado em direito com especialidade em meios alternativos de soluções de conflito e atualmente é estudante de História. Colecionador de moedas desde 1997 e numismata desde 2011. É um ativo divulgador da numismática nacional publicando diversos artigos e estudos por dezenas de plataformas, presta serviços como avaliador e consultor em pelo menos 9 países, também é o fundador da Numismática Castro, do CNERJ e do canal Café e Numismática. É sócio da American Numismatic Association (ANA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.