Oferta!

400 Anos do Início da Força Naval – Jerônimo de Albuquerque

R$450,00 R$420,00

  • Homenagem da Casa da Moeda do Brasil aos 400 Anos do Início da Força Naval sob o comando de Jerônimo de Albuquerque

Em estoque (pode ser encomendado)

Descrição

O esforço despendido pelos habitantes do Brasil na proteção de seus lares e, consequentemente, na manutenção da integridade do território, antecede em muito a sedimentação na nacionalidade a partir da Independência. Durante o Período Colonial, quando fragmentos do Estado português aqui se estabeleciam sob o comando dos Governadores-Gerais e Vice-Reis, o elemento humano para se contrapor às tentativas de invasão de outras potências européias era recrutado dentre os habitantes da terra, gente simples e desbravadora, muitos nascidos na América portuguesa, que pegaram em armas para defender a Coroa, mas, antes de tudo, suas famílias e seu modo de vida.
Na segunda grande tentativa francesa de subtração de uma parte da Colônia portuguesa para seu usufruto, a ocupação do Maranhão entre 1612 e 1615 – o efêmero estabelecimento da “França Equinocial” –, um natural do Brasil, mestiço como boa parte dos que viviam ao longo do litoral, desempenhou papel fundamental para a expulsão do invasor.
Há 400 anos, Jerônimo de Albuquerque era o primeiro natural do Brasil a assumir o comando de uma força naval empregada em operações militares, uma flotilha formada por embarcações a vela denominadas de caravelões. Foi essa força naval que, por ordens diretas do Rei Felipe III, suspendeu de Recife em junho de 1613, conduzindo aproximadamente cem homens, para realizar os primeiros ataques aos redutos franceses estabelecidos ao longo do litoral maranhense.
Contudo, o invasor tinha construído uma sólida fortificação na Ilha de São Luís, bem guarnecida por tropas, o que prolongou as operações militares até novembro de 1615. Durante todo esse tempo, Jerônimo de Albuquerque esteve sempre na linha de batalha, à frente de grandes grupos de índios flecheiros ou liderando colunas em marcha pelo sertão, acossando fortes ou comandando caravelões. Participação tão intensa que mereceu do rei a titulação de Capitão-Mor da Conquista do Maranhão e fez com que fosse reconhecido até sua morte, em 1618, pelo nome Jerônimo de Albuquerque Maranhão.

Texto: Correios

Descrição da Medalha:

Anverso:
Ao fundo, representação do mapa original da décima nona carta – Maranhão, tendo em destaque a legenda “400 ANOS DO INÍCIO DA FORÇA NAVAL SOB O COMANDO DE JERÔNIMO DE ALBUQUERQUE”.

Reverso:
Adaptação para relevo de uma aquarela de autoria de Carlos Kirovsky que representa a flotilha comandada por Jerônimo de Albuquerque.


País: Brasil
Cunhagem: Casa da Moeda do Brasil
Criação e Modelagem: Monique Porto
Referência: 802323 / CMB066
Temas: 400 Anos do Início da Força Naval – Jerônimo de Albuquerque
Emissão: Edital 06/2013
Material: Prata
Peso: 64g
Diâmetro: 50mm
Tiragem Total: 230


ATENÇÃO: Produto fornecido diretamente pela Casa da Moeda do Brasil, encontra-se em estado totalmente novo. Para essas medalhas não serão aceitas a entrega via CARTA REGISTRADA, fique atento para a escolha do método de entrega adequado, sendo este PAC, ou SEDEX quando disponível, mais informações  pelo e-mail contato@numismaticos.com.br.

Informação adicional

Peso 500 g
Dimensões 21 × 15 × 5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.