200 Anos Alvará Régio da Praça do Commercio

R$500,00

Homenagem da Casa da Moeda do Brasil a história da fundação da Associação Comercial do Rio de Janeiro, com o alvará Régio de 1808

Apenas 1 em estoque

Descrição

A Família Real chegou ao Brasil em 22 de janeiro 1808, aportando em Salvador. Imediatamente, ao desembarcar em Salvador, o Príncipe Regente assinou a “Carta Régia” de abertura dos portos e, por meio de um decreto, criou a aula pública de Economia Política, designando para ministrá-la José da Silva Lisboa, Visconde de Cairu. Antes de partir para o Rio de Janeiro, D. João recebe manifestação do “Corpo de Comércio da Bahia” contra os negociantes ingleses.
Assim no ano seguinte, quando o Príncipe Regente D. João manifestou, por meio do Alvará de 15 de julho de 1809, sua vontade de oficializar a construção da Praça do Comércio do Rio de Janeiro, onde os comerciantes poderiam se reunir e tratar das suas transações, preocupações semelhantes já haviam suscitado o mesmo desejo de organização por parte dos comerciantes da, então, Província da Bahia.
De fato, em 10 de maio de 1811, D. João respondendo ao Conde dos Arcos, determinou que “Vossa Excelência ponha em execução a construção do edifício que destina para Praça do Comércio” de Salvador, edifício este que viria a ser inaugurado em 28 de janeiro de 1817 e denominado “Praça do Comércio”.
Em 1820 foi inaugurada a sede da Praça do Comércio do Rio de Janeiro, com a presença de D. João VI. Circunstâncias políticas fizeram com que alguns comerciantes a abandonassem logo em seguida.
A formalização da Associação só se deu em 1834, denominando-se “Sociedade dos Assinantes da Praça”, a qual, em 1867, recebeu a designação de Associação Comercial do Rio de Janeiro – ACRJ, transformando-se em um palco de debates e de iniciativas em defesa dos interesses do empresariado, da comunidade e da nação.
Desde a sua criação, a Associação atua como berço de idéias renovadoras para o Brasil. Ao longo do Império à proclamação da República, da abolição da escravatura à Consolidação das Leis do Trabalho. Sempre pioneira na liderança do processo de modernização do país.
A Associação foi origem dos principais órgãos representativos do empresariado brasileiro, tais como a Confederação Nacional do Comércio, a Confederação das Associações Comerciais do Brasil e o Clube dos Diretores Lojistas. Na ACRJ, também foram criados o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas – SEBRAE, o Colégio Militar, a Cruz Vermelha do Rio de Janeiro, assim como outras instituições comunitárias e de serviços.
Hoje, como no passado, a Associação Comercial do Rio de Janeiro mantém seu papel de liderança na defesa dos princípios democráticos, lutando pelo progresso do Brasil, na busca permanente de alternativas inovadoras para o desenvolvimento econômico, com responsabilidade social e consciência ambiental.

Texto: Blog dos Correios

Descrição da Medalha:

Anverso:
Logo comemorativa dos 200 anos da edição do alvará Régio do príncipe regente D.João autorizando a constituição da Praça do Commercio, marco inicial da história da associação comercial do Rio de Janeiro.

Reverso:
À direita, “Efígie do Príncipe regente D.João”, “logo da associação comercial do Rio de Janeiro” e detalhe do “alvará Régio”, ao fundo.


País: Brasil
Cunhagem: Casa da Moeda do Brasil
Criação e Modelagem: Luiz Henrique Ferreira e Érika Takeyama
Referência: 801296 / CMB053
Temas: 200 Anos Alvará Régio da Praça do Commercio
Emissão: Edital 08/2009
Material: Prata
Peso: 64g
Diâmetro: 50mm
Tiragem Total: 170


ATENÇÃO: Produto fornecido diretamente pela Casa da Moeda do Brasil, encontra-se em estado totalmente novo. Para essas medalhas não serão aceitas a entrega via CARTA REGISTRADA, fique atento para a escolha do método de entrega adequado, sendo este PAC, ou SEDEX quando disponível, mais informações  pelo e-mail contato@numismaticos.com.br.

Informação adicional

Peso 500 g
Dimensões 21 × 15 × 5 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.