Moedas com bom desempenho em vendas!

Diferente do cenário do mercado numismático brasileiro até o início dos anos 2000, hoje há vários comerciantes em constante atuação, ofertando para sua carta de clientes várias moedas de altíssima qualidade. Apesar de não ser do nosso interesse entrar aqui no mérito do preço de tais vendas, é inegável afirmar que algumas moedas possuem um desempenho melhor de venda do que outras, o caso da nossa moeda de 1 Real comemorativa dos Direitos Humanos é um bom exemplo.

Nesse sentido, vamos transcrever aqui o trabalho de Louis Golino, um jornalista e escritor numismático premiado, especializado principalmente em moedas americanas e mundiais modernas. Colunista da Coin Week, que faz uma analise muito interessante das 5 principais moedas com boa resposta de mercado, nesse recorte, traremos apenas as duas primeiras, cunhadas pela U.S.A Mint.

A Casa da Moeda dos Estados Unidos normalmente emite pelo menos uma moeda por ano que se torna popular e aumenta substancialmente em valor. Este ano, houve mais peças do que o normal – incluindo, é claro, o bilhete de loteria vencedor final para os sortudos o suficiente para comprar a marca privada V75 2020-W American Gold Eagle. Ele tinha o maior potencial de revenda de qualquer moeda americana moderna já emitida, o que explica o frenesi para obtê-lo e o baixo desempenho do site da Casa da Moeda quando foi lançado.

V75

Representação da moeda alvo, Liberdade segurando uma tocha acesa na mão esquerda, ramos de oliveira na direita e foco para a marca V75Os dois grandes vencedores da Casa da Moeda dos EUA foram as moedas American Eagle V75 emitidas para marcar o 75º aniversário da vitória dos aliados na Segunda Guerra Mundial – a moeda de prata com 75.000 cunhagens que instantaneamente a tornou a quarta mais baixa da série, e a moeda de ouro com uma cunhagem simbólica de 1.945 moedas para o ano em que a guerra terminou, com a qual muitos colecionadores discordaram fortemente, pois os negociantes inevitavelmente recolheriam um número muito significativo de moedas e colheriam enormes recompensas financeiras. Muitos colecionadores expressaram não apenas sua repulsa pela forma como a libertação foi tratada, mas também aproveitaram a oportunidade para encerrar seu relacionamento já tenso com a Casa da Moeda.

O V75 Silver Eagle foi vendido por US$ 83 para aqueles que conseguiram fazer um pedido com sucesso antes que a moeda acabasse nas primeiras duas horas. Nas semanas seguintes, chegou a US$ 1.000 (R$5193,40) brutos e US$ 2.000 (R$10386,80) para o Proof 70s – e ainda mais para moedas com rótulos especiais como First Day of Issue. No entanto, a maioria das vendas em novembro e dezembro ficou perto de US$ 600 (R$3116,04) brutos e US$ 1.000 (R$5193,40) para o Proof 70s.

À medida que mais moedas foram avaliadas e chegaram ao mercado, a peça agora está sendo negociada por um pouco menos – US$ 375-400 (R$1947,52-R$2077,36) brutos e um pouco menos de $ 600 (R$3116,04) por 70s – ainda um aumento considerável em relação ao preço de emissão. Mint State e Proof 70s com etiquetas First-Day trazem um preço substancialmente maior, apesar do fato de que quase toda a cunhagem foi vendida no primeiro dia.

Quanto ao ouro, ele desapareceu ainda mais rapidamente, chegando a cerca de US$ 15.000 (R$77901,00) a US$ 16.000 (R$83094,40) em vendas durante as primeiras semanas, com revendedores pedindo até US$ 20 mil (R$103868,00) por um PF70 (e o proeminente revendedor Kevin Lipton supostamente se ofereceu para pagar US$ 1 milhão (R$5193400,00) por 100 moedas se alguém pudesse fornecê-las, o que é duvidoso, já que a maioria dos negociantes que conheço só recebeu algumas poucas moedas). Nos leilões do eBay mais recentes , os PF70s foram vendidos por US$ 12.500 (R$64917,50) e US$ 13.200 (R$68552,88), e os conjuntos de prata e ouro V75 de duas moedas no PF69 foram negociados por US$ 10.000 (R$51934,00).



É difícil até imaginar o que a moeda de ouro fará no futuro. Por um lado, é de longe a águia de ouro com menor cunhagem de todos os tempos e uma das moedas americanas modernas com menor cunhagem. Por outro lado, não existem muitos colecionadores que possam gastar US$ 10.000 (R$51934,00) em uma moeda.

O V75 silver parece cotado no momento para refletir seu lugar no gráfico de cunhagem, com cerca de 30.000 moedas acima do 2008-W com reverso de 2007 e cerca de 25.000 abaixo das duas moedas principais do conjunto de 25º aniversário de 2011 .

 

Segunda Guerra Mundial e Mayflower

Representação da série emitida, com anverso e reverso que ilustra essa análise econômica
Houve outras vendas rápidas, incluindo a medalha de prata do 75º aniversário da Segunda Guerra Mundial e uma moeda de ouro de US$ 25 . A medalha de prata vendida originalmente a US$ 75 (R$389,50) atingiu temporariamente cerca de US$ 200 (R$1038,68), mas agora está em torno de US$ 120 (R$623,21), ou US$ 250 (R$1298,35) ou mais no PF70, e a moeda de ouro de US$ 25, ofertada originalmente por US$ 1300 (R$6751,42) está sendo vendida por cerca de US$ 1500-1700 (R$7790,10-R$8828,78).

Depois, há os vários produtos do 400º aniversário do Mayflower com excelentes designs de Chris Costello que agradaram a maioria dos colecionadores. O conjunto de ouro US-UK de duas moedas e o ouro com prova reversa de US$ 10 também venderam rapidamente, mas não estão trazendo muito mais do que seus preços de emissão no momento, a menos que sejam classificados como 70s ou vendidos na embalagem da Royal Mint.

O conjunto de moedas e medalhas de prata dos EUA e do Reino Unido custa US$ 150 (R$779,01) que retornou brevemente na semana passada sem um limite doméstico após não estar disponível desde o dia do lançamento (9 de novembro) está trazendo US $ 235-275 (R$1220,45-R$1428,18) ou mais e geralmente cerca de US$ 300 (R$1558,02) ou mais para os Royal Mint com embalagem ligeiramente diferente.

 

Texto originalmente publicado sob o título “The Coin Analyst: The Best Performing Modern Coins of 2020”, por Louis Golino no Portal Coin Week | Não foram feitas alterações no texto original, salvo as palavras trocadas para melhor se adequar ao nosso idioma que não são suficientes para alterar o sentido do texto | Os valores de câmbio foram retirados com base no dólar a R$5,19, taxa do dia 02.01.2021.



2 comentários

    1. É um modo de pensar na questão Paulo, aqui no Brasil temos peças que são valorizadas por comerciantes de igual maneira, infelizmente os nossos lançamentos que não acompanham os americanos para que isso seja algo corrente com o mercado.

Deixe um comentário para André Luiz Padilha Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.