Coins Grading, simplesmente estado de conservação. Todos que acompanham o meu site com frequência e também o meu trabalho, sabem que eu defendo e sou um grande incentivador da Escala Sheldon. Além dela ser mais completa, ela também é mais segura, não abrindo margem para classificações genéricas que podem decepcionar quem acaba comprando a moeda pela internet. Esses dias mesmo recebi a reclamação de um amigo que comprou uma moeda como “Flor de Cunho” e quando chegou era “Muito Bem Conservada”, e acreditem, isso acontece com muita frequência.



Por isso, preste atenção e entenda bem, o primeiro conhecimento que o numismata deverá ter é sobre o estado de conservação da moeda, pois será com base nesse conhecimento que você terá todos os outros, entenderá melhor os textos e estudos, além do que, olhando muito superficialmente, entendendo o estado de conservação você poderá entender também o valor de cada peça.

Primeiro falamos da Escala de Conservação para classificação de moedas com base na escala portuguesa, que é genericamente a mais utilizada aqui no Brasil e depois publicamos diversos textos sobre a Escala Sheldon, que também é americana. Hoje nós vamos falar de uma escala de graduação de moedas americana muito parecida com a portuguesa. Para que você entenda, apesar da Sheldon também ser americana, ela é a mais utilizada por estudiosos.

A escala que conheceremos agora, será apresentada com os termos em inglês com suas devidas traduções, assim, quando você se deparar com algum desses termos ou abreviações em um estudo ou catálogo você conseguirá entender.

Estado de Conservação Código de Classificação Tradução e Explicação
Fleur du Coin FDC

Flor de Cunho: Trata-se apenas de moedas proof, são as ditas “moedas perfeitas”, não possui o menor sinal de marca, desgaste ou qualquer defeito. Moedas proof não entram em circulação normal.

Mint State UNC

Estado Original: É falar que a moeda está tão boa que não parece ter saído ainda da casa da moeda onde foi cunhada, não possui marcas de circulação e sem nenhum vestígio de desgaste. Leves Hairlines podem aparecer, mas deverão ser bem leves.

Almost Uncirculated

 

AU

Quase sem circulação: Dizer que uma moeda é quase sem circulação também significa dizer que ela teve um pouco de circulação, parece obvio mas isso precisa ser entendido. Nesse estado são admitidos pequenos desgastes nos pontos mais altos.

Extremely Fine

XF ou EF

Extremamente bom ou Excelente: As moedas no estado de conservação XF (ou EF) possuem desgastes leves nas partes superiores, mesmo que esse desgaste seja mais visível que no estado anterior é importante que a gravura esteja perfeitamente identificável, é o que chamamos aqui no Brasil de Soberba.

Very Fine

VF

Muito Bem Conservada: Sim, podemos traduzir dessa forma e usar de modo comparativo o estado de conservação brasileiro conhecido como MBC, ou seja, todas as principais características estão perfeitamente nítidas, mas a moeda já possui um desgaste que varia do leve ao médio.

Fine F

Bela: As moedas com um grau de conservação F possui um desgaste de moderado a pesado, mas a gravura ainda é de fácil identificação, parte dos detalhes aqui já estão perdidos, como os fios de um cabelo ao vento, por exemplo.

Very Good VG

Bem Conservada: Aqui no Brasil os estados VG e F podem se confundir, mas uma moeda no estado VG está quase plana, tendo assim uma forte ausência de detalhes na gravura principal.

Good G

Boa: Uma moeda considerada boa, é aquela moeda em que a identificação do tipo é fácil, mas algumas legendas já estão bem gastas, a gravura já está bem plana, mas os principais pontos são identificáveis.

About Good AG

Não tão Bom: As moedas no estado de conservação AG possui partes das legendas e data lisas, muitos detalhes faltantes, várias partes altas já estão bem gastas e planas.

Fair Fair

Razoável: Uma moeda nesse estado de conservação somente o tipo pode ser identificado, o ano está ilegível, a maioria das legendas já estão gastas demais, são pequenos detalhes que permanecem que lhe dão a opção somente de saber de qual moeda se trata.

Basal State Basal

Basal: É simplesmente uma moeda, é só isso que você saberá, somente os disco sobrevivente mostrará que ali já houve uma moeda, toda a gravura se perdeu pelo desgaste e nada mais. Você saberá que é uma moeda, mas não qual é, é o estado mais próximo do primeiro estado de cunhagem, ou seja, o disco liso.



A titulo de curiosidade, reconhecemos que o estado de conservação “Fleur du Coin” não está em inglês, mas sim em francês, se traduzirmos ao pé da letra teríamos algo como “flower of stamp”, mas o termo em francês é oficialmente utilizado desde 1690, quando foi adicionado ao dicionario de Antoine Furetière.

Uma outra coisa importante é que, traduzimos os significados dos estados de conservação aqui apresentados somente para o fácil entendimento de nossos leitores, uma vez que o objetivo desse texto não é de ensiná-lo a classificar sua moeda pela escala americana, é somente lhe dar uma boa base de entendimento para estudos e também, para quando você ver um anúncio ou comprar uma moeda em uma loja americana, como eBay ou MA Shops, que você tenha um raciocínio básico para não ser enganado.

Outra coisa importante que você deverá saber é que a maioria dos americanos, que adotam essa escala, só consideram colecionáveis moedas acima do estado de conservação VG, ou seja Bem conservada. Sei que para um colecionador iniciante é bem difícil investir em moedas flor de cunho, quando essas poderão atingir valores bem mais altos do que as moedas normalmente postas a venda. Contudo, recomendamos a mesma coisa, comprar moedas com grau de conservação inferior ao VG, o que aqui no Brasil seria o estado “Bem Conservado”, põe em risco o poder de revenda da moeda, ou seja, da mesma forma que você deverá procurar melhorar o EC de sua coleção, só conseguirá vender sua moeda para quem não tenha nenhuma moeda igual a sua.

Por isso, optem o máximo possível em comprar moedas em estado de conservação “Muito Bem Conservada” ou superior, sua coleção de moedas não é um álbum de figurinhas do campeonato brasileiro que você precisará completar o álbum antes da editora parar de emitir as figurinhas. Eu também sou bem ansioso e gostaria de ter todas as moedas brasileiras em um estalar de dedos, mas tenha calma, faça no dobro do tempo, mas faça uma coleção de qualidade, faça algo que você terá orgulho de si próprio.




André Luiz Padilha

Graduado em direito com especialidade em meios alternativos de soluções de conflito e atualmente é estudante de História. Colecionador de moedas desde 1997 e numismata desde 2011. É um ativo divulgador da numismática nacional publicando diversos artigos e estudos por dezenas de plataformas, presta serviços como avaliador e consultor em pelo menos 9 países, também é o fundador da Numismática Castro, do CNERJ e do canal Café e Numismática. É sócio da American Numismatic Association (ANA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.